Património Paleontológico do Concelho de Porto de Mós

Pedrosa, A.; Carreira, A.; Carvalho, J.; Cordeiro, A.; Girão, R.; Marques, D.; Silva, D.

Palavras-Chave:
Estratigrafia; Fósseis; História da Terra; Paleontologia; Porto de Mós

Neste trabalho, vamos abordar o tema: Paleontologia no concelho de Porto de Mós. Apesar de vivermos neste concelho e passarmos cá a maior parte do nosso tempo, a informação de que dispomos sobre a paleontologia local é muito reduzida. O trabalho é constituído pela recolha de dados sobre a fauna e flora fossilífera (fig.1) em certas zonas do concelho, nomeadamente: linha do comboio (zona situada entre Corredoura e Bezerra), Fórnea e Juncal; datação relativa dos estratos que contenham a flora e fauna fossilífera observada; determinação da predominância fossilífera em certas zonas do concelho e quais as rochas onde a formação de fósseis foi mais propícia, ou seja, quais os estratos onde se encontram um maior número de fósseis .

Neste trabalho concluímos que a região de Porto de Mós tem um interessante conteúdo fossilífero sendo os Eudistas fixos, os fósseis mais abundantes na região do Juncal. O local mais rico em fósseis é Alqueidão da Serra e os fósseis mais abundantes são as amonites(fig. 2).

Bibliografia:

Furriel, Francisco Jorge (1996) “Da pré-História à actualidade – Monografia de Porto de Mós”. Câmara Municipal de Porto de Mós. Porto de Mós.
Folhetos informativos do Museu de Porto de Mós.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: