A Importância das Dunas na Protecção do Litoral: o Outro Lado da Exóticas

Santos, C.; Figueiredo, A.; Fino, J.; Ribeiro, B.; Silva, E.

Palavras-Chave: Dunas, Erosão, Biodiversidade, Plantas exóticas, Plantas autóctones, Protecção Dunar.

No litoral de Alcobaça existem algumas praias, tais como Água de Madeiros, Polvoeira, Paredes da Vitória, Légua, Falca e S. Martinho do Porto, que possuem formações dunares. Estas formações constituem uma importante forma de protecção do litoral que se encontra cada vez mais ameaçado pela erosão do mar.

Vários factores vêm contribuindo para o acelerar o processo de erosão, entre eles salientam-se a diminuição da quantidade de sedimentos que chegam às praias, devido à retenção nas barragens, a subida do nível médio das águas dos mar, a destruição das formações dunares por acção antrópica, entre outras. Por isso torna-se cada vez mais necessário incentivar e incrementar a protecção das dunas litorais.

Neste sentido, no passado foram introduzidas nas dunas portuguesas plantas provenientes de outros habitats – exóticas – com capacidade de auxiliar a fixação das dunas, das quais se salientam o Carpobrotus edulis, vulgo chorão-das-areias e a Acácia longifolia, mais conhecida por mimosa.

A espécie Carpobrotus edulis provém do sul de Africa e de zonas costeiras do Mediterrâneo. A decoração e fixação de dunas e taludes são, habitualmente, motivos para a sua introdução. Em Portugal, podemos encontra-las no Minho, Douto Litoral, Beira Litoral, Estremadura, Baixo Alentejo e Algarve. Possuem um vigoroso crescimento vegetativo que leva a formação de extensos tapetes contínuos, substituindo a vegetação nativa e impedindo o seu estabelecimento, Também promovem a acidificação dos solos, facilitando o seu próprio desenvolvimento. Os seus ambientes preferenciais são as regiões dunares costeiras, cabos e áreas adjacentes a taludes, onde foi plantado. Desenvolvem-se tanto em zonas secas como húmidas.

A Acácia longifolia tem origem no sudeste australiano. Fins ornamentais e o controlo da erosão, principalmente em dunas costeiras, são os motivos para a sua introdução. Em Portugal, podemos encontra-las no Minho, Douro Litoral, Beira Litoral, Estremadura, Ribatejo, Alto Alentejo, Baixo Alentejo e Algarve.

As características que facilitam a invasão são a produção de grande quantidade de sementes com grande longevidade; a germinação é estimulada pelo fogo e apresenta taxas de crescimento elevadas; produz folhada muita rica em azoto que enriquece o solo, forma povoamentos muito densos; eliminam a vegetação nativa e impedem a sua recuperação. Os seus ambientes preferenciais são principalmente áreas costeiras e ao longo das linhas de água. Começa a surgir também em taludes na margem de estradas e escapadas de jardim.

Contudo, estas plantas exóticas acabaram por se tornar indesejadas, devido à sua rápida proliferação e competição com espécies autóctones. Com uma elevada capacidade de se adaptarem a condições adversas, quer climáticas, quer edáficas rapidamente invadiram o território pondo em causa a biodiversidade dunar local. Hoje trava-se uma batalha difícil de ganhar mas o litoral de Alcobaça ainda não perdeu a guerra. A luta continua na tentativa de domar estas plantas úteis q.b..

Bibliografia:

http://o-blog-verde.blogs.sapo.pt/25329.html
MARCHANTE, E. (2005). Plantas invasoras em Portugal – Chorão-da-praia. On-line: http://www1.ci.uc.pt/invasoras/files/1chorao-da-praia.pdf
MARCHANTE, E. (2005). Plantas invasoras em Portugal – Acácia-de-espigas. On-line: http://www1.ci.uc.pt/invasoras/files/15acacia-de-espigas.pdf
ALMEIDA, J.D. (2000) A flora exótica e invasora de Portugal. On-line: dialnet.unirioja.es/servlet/fichero_articulo?codigo=2374392&orden=89332
QUARESMA, S. (2006) Litoral. On-line: http://www.cm-alcobaca.pt/index.php?ID=359

Anúncios
Comments
2 Responses to “A Importância das Dunas na Protecção do Litoral: o Outro Lado da Exóticas”
  1. carolina costa diz:

    este saite so tem imagens nao tem o que eu procuro

    a pesar de ser interesante

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: