Poluição na baía de S. Martinho do Porto – compostos e substâncias

Marcelino, S.; Custódio, J.; Domingues, M.; Marques, J.; Mateus, C.; Rodrigues, N.; Silva, R.

Palavras-chave: Baía de S. Martinho, parâmetros físico-químicos, poluição, ETAR.

A Baía de São Martinho do Porto é uma porção de oceano que avança para o interior do continente, que se localiza no litoral de Portugal continental, no distrito de Leiria, concelho de Alcobaça, a cerca de 13 km a sul da praia da Nazaré. Trata-se de um importante destino de férias, pois oferece várias alternativas associadas ao desporto e lazer. Na Baía ainda hoje se verifica a prática da pesca local. A apanha de algas, utilizadas na produção industrial de medicamentos e de substâncias alimentares é um negócio importante do ponto de vista económico. A crescente preocupação com a qualidade das águas balneares provocou o nosso interesse na realização deste trabalho.

Assim, foram realizadas várias saídas de campo a fim de recolher amostras de água para posterior análise química. Foram, também, realizadas análises “in loco”,com o objectivo de quantificar alguns parâmetros químicos. Os parâmetros analisados foram a acidez, o dióxido de carbono, o oxigénio dissolvido, os nitratos, os nitritos, os fosfatos, a amónia e a dureza (consultar tabela I). Tentando-se, igualmente, averiguar as consequências desta poluição para a biosfera e geosfera do meio envolvente. O método utilizado para fazer as análises dos diversos parâmetros foi um kit da HANNA Instruments, no qual existem os diferentes testes.

Posteriormente, foram comparados os valores obtidos com os resultados disponibilizados pela Águas do Oeste, referentes à qualidade do efluente tratado à saída da ETAR. A análise das águas realizada pela Águas do Oeste é feita em mar aberto junto à saída do emissário. Esta comparação pretende averiguar qual a relação, entre os resultados das análises obtidos para a água à saída do ponto de descarga da ETAR e os obtidos na Baía. Pretende-se, também, averiguar os níveis de poluição da água da Baía.

Concluiu-se que os valores por nós determinados estão próximos dos valores determinados à saída da ETAR. Como os níveis de poluição são relativamente baixos, o meio envolvente não é muito afectado, podendo, no entanto, ainda ter algum impacto negativo na geosfera e na biosfera do local.

Agradecimentos: Águas do Oeste de S. Martinho do Porto.

Tabela 1 - Parâmetros bioquímicos analisados.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: