Ecossistema Dunar: Uma Análise da Biodiversidade Florística nas Dunas da Baía de São Martinho do Porto

Santos, C; Borges, R. A.; Carreira, A. C. F.; Cordeiro, C. M. P.; Marques, D. S. C.; Silva, D. S. P.

Palavras-chave: plantas dunares, dunas primárias, zona interdunar, transecto dunar, areal.

Lat: 39.507º Lon: -9.141º Elev: 0m

Hipótese: A distribuição das plantas nas dunas depende das características físico-químicas dos ecossistemas dunares.

Questão: Será que as características físico-químicas dos ecossistemas dunares condicionam a distribuição das plantas nas dunas?

O nosso trabalho consiste em analisar a riqueza específica das dunas de S. Martinho do Porto, ao longo de um transecto. Assim, podemos conhecer a resistência da flora dunar relativamente aos factores climáticos e conhecer qual a densidade populacional destas plantas ao longo da costa. E assim saber que plantas abundam mais à medida que nos afastamos do areal.

O método utilizado foi a realização de um transecto dunar perpendicular à linha de praia, com recurso a uma técnica de amostragem por quadrado. A partir da linha de maré cheia, de 5 em 5 metros, foi colocado no solo um quadrado de 1m x 1m e estudada a quantidade e diversidade de plantas. Do centro de cada quadrado de amostragem foi ainda, retirada uma pequena porção de solo arenoso para estudo laboratorial, do teor em água e em matéria orgânica.

Tivemos como base da nossa investigação a Baía de S. Martinho do Porto por ser uma baía protegida do mar, com praia e ecossistema dunar, onde se encontra grande diversidade de plantas dunares, distribuídas por dunas primárias, zona interdunar e dunas secundárias

Concluímos que à medida que nos afastamos da linha de preia-mar a diversidade de plantas aumenta, devido aos factores químicos e físicos que se tornam mais favoráveis para o desenvolvimento destas plantas.

Ficámos, também, a saber que a planta mais abundante nas dunas é o feno-das-areias, uma vez que se consegue adaptar melhor a condições mais adversas. De seguida, abundam o “Pinheirinho-das-areias, a Morganheira-da-praia e Perpétua-das-areias. Depois de realizado este transecto, observámos que, há medida que nos afastamos da linha de preia-mar, existe maior quantidade de plantas, uma vez que, as condições físicas e químicas se adequam mais ao desenvolvimento destas. Também diminui a acção do vento e do sopro salino a que as plantas estão sujeitas, aumenta a biodiversidade e a quantidade de plantas.

Concluímos, assim, que os factores climáticos influenciam bastante o desenvolvimento de certas plantas daí que, na zona das dunas primárias, é mais frequente encontrar plantas rasteiras ao solo, enquanto que na zona interdunar é mais frequente encontrar plantas arbustivas.Deste modo, ficámos também a conhecer o tipo de plantas que existe em maior quantidade na zona dunar.

A resposta a nossa questão é que os factores edáficos e climáticos dos ecossistemas dunares condicionam a distribuição das plantas nas dunas.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Agradecimentos: Agradecemos à nossa escola, o Instituto Educativo do Juncal, que nos ajudou na realização deste trabalho.

Bibliografia:

Pinho, R.;Lopes, L; Leão, Fernando; Morgado, F. (2003). Conhecer as plantas nos seus habitats. Plátano, Edições Técnicas .Lisboa.
Marques N. et all (2001). Roteiro Cultural da Região de Alcobaça. A oeste da Serra dos Candeeiros. Tipografia Santos e Costa. Alcobaça.

 

DUNE ECOSYSTEM: AN ANALYSIS OF THE SÃO MARTINHO DO PORTO BAY DUNES BIODIVERSITY OF PLANTS

Keywords: Dune plants, primary dunes, interdune area, transect dunes, sand.
Lat: 39,507 ° Lon: -9141 º Elev: 0m

Hypothesis: The distribution of plants in the dunes depends on the physicochemical characteristics of dune ecosystems.
Question: Does the physical and chemical characteristics of dune ecosystems influence the distribution of plants in the dunes?
Our job is to analyze the richness of the dunes of S. Martinho do Porto, along a transect. Thus, we can know the strength of the dune flora in relation to climatic factors and know what the population density of these plants along the coast. And know that what plants abound more as we move away from the beach.
The method used was to hold a dune transect perpendicular to the beach line, using a sampling technique per square. From the flood tide line, 5 by 5 meters, was placed on the ground a square 1m x 1m and studied the amount and diversity of plants. From the center of each square sample was also removed a small amount of sandy soil for a laboratory study of the water content and organic matter.
We based our investigation in the S. Martinho do Porto Bay because is a protected bay from the sea, with beach and dune ecosystem, where we can find great diversity of dune plants, spread across primary dunes, interdune areas and secondary dunes.
We conclude that as we move away from high tide line the diversity of plants increases, due to chemical and physical factors that become more favorable for the development of these plants.
We were also to know that the most abundant plant in the dunes is “feno-das-areias”, since it can better adapt to the harshest conditions. Then abound the “Pinheirinho-das-areias, Morganheira-da-praia and Perpétua-das-areias”. After performing this transect, we observed that, as we move away from the line of high tide, there is higher amount of plants, since the physical and chemical conditions adequate to the development of these. It also decreases the action of wind and salt wind that plants are subject, increases biodiversity and number of plants.
We conclude that the climatic factors greatly influence the development of certain plants there from which, in the area of ​​the primary dunes, it is more common to find low plants, in the interdunar area is more common to find bush plants. This way, we were also to know the type of plants that exist in greater quantity in the dune area.
The answer to our question is that edaphic and climatic factors of dune ecosystems influence the distribution of plants in the dunes.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: