A nascente e a duna de Salir: Pérolas da Baía de São Martinho do Porto

Santos, C.; Cordeiro, T.T.; Feteiro, A.J.A.; Louro, D. C.; Marques, J.M.; Neto, J.C.A.; Santos, I.L.

Palavra-Chave: Duna, Nascente

A “Grande Duna” (Fig.1) e a “Nascente Salobra” (Fig.2) de Salir são dois ex-libiris da Baia de São Martinho do Porto. Quem visita a região não fica indiferente a estas duas manifestações da natureza.

Geograficamente, (Fig.3) a Duna e a nascente de Salir localizam-se na freguesia de Salir do Porto, concelho de Caldas da Rainha.

Geologicamente, (Fig.4) a Duna e a nascente de Salir localizam-se num contexto geológico onde predominam margas e cálcarios da Dagorda, as camadas de Monte junto, ambas as formações do Jurássico e areias de Dunas do Moderno. Do ponto de vista tectónico destaca-se a existência de várias falhas associadas à génese do Diapiro e Vale Tifónico das Caldas da Rainha.

A Duna de Salir sobressai na paisagem dunar da Baia de São Martinho, com uma altitude de aproximadamente 50m e 200m de comprimento. O núcleo da Duna é constituido em parte por um arenito vermelho, vestígio de uma duna mais antiga – Duna fóssil. As areias que constituem este arenito são provenientes de uma antiga praia existente a oeste, quando o nível médio da água do mar se encontrava mais abaixo à cerca de 80-100 mil anos. Os ventos dominantes de oeste fizeram os sedimentos transpor o morro de Salir onde se depositaram, dando origem a um sistema de dunas de grandes dimensões. Posteriormente, terá ocorrido a consolidação das areias por um cimento ferruginoso, cuja análise indica que terá ocorrido num ambiente de clima mais quente do que o actual. Ao núcleo fóssil da duna sobrepõem-se recentes areias soltas transportadas pelo vento a partir da praias, das margens do rio de Salir/Tornada e das dunas de São Martinho do Porto.

A Nascente de Salir ( Pocinho) (Fig.5) localiza-na base da colina de Santana, 50m depois das ruínas do forte (antiga capitania). A água é utilizada em banhos, na maré vazia, quando a água da nascente fica represada nas poças formadas pelos rochedos. Alguns utentes combinam o banho com um tratamento de lamas argilosas existentes no local. Mas a água é também procurada para ingestão, pelas suas qualidades digestivas (para tratamento de dispepsias ácidas) e pela sua acção contra dermatoses e reumatismo. A nascente de águas sulfurosas cloretadas sódicas localiza-se na falha limite oeste do vale tifónico, estanto associada ao diapiro. A existência da falha permite a ascensão de águas ricas em sais (100 a 300 mg/L de CaCO3) com propriedades terapêuticas. A pequena altitude das colinas e a temperatura da água (27º a 29ºC) denunciam a localização da sua bacia de alimenteção noutro local, provavelmente para SW, no maciço calcário (Fig.6), que se prolonga até à serra de Bouro.

Bibliografia:

http://www.aguas.ics.ul.pt/leiria_avelha.htm l
http://pt.wikipedia.org/wiki/Salir_do_Porto
http://www.salirdoporto.com.pt/index.php?option=com_content&task=view&id=14&It emid=42

Este slideshow necessita de JavaScript.

Advertisements
Comments
3 Responses to “A nascente e a duna de Salir: Pérolas da Baía de São Martinho do Porto”
  1. isabel diz:

    foi muito interessante este conjunto de informação
    obrig

  2. Carlos diz:

    Explicação muito lógica e bem concebida.
    Existem de facto dois tipos distintos de águas no local, as Águas da Alfândega Velha (Inodora, límpida, potável, 20,2º C) e as Sulfurosas, na Ponta da Barra, Prainha de São Romeu e na base do Morro do Farol (com forte odor, semi turvas, não potáveis, 27º a 35º C.
    Ver: http://www.flickr.com/photos/84691882@N02/7859911452/in/photostream

  3. Silvino Silva diz:

    No entanto, não devemos esquecer que a “Duna” é, em parte, artificial, pois ali foram depositadas areias retiradas da Baía de São Martinho do Porto no século XIX, o que na prática consolidou e protegeu o que já existia. Além disso, o edifício antes da “Pocinha” era a alfãndega, nunca tendo sido um forte.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: